9 Dicas infalíveis para garantir o sucesso da sua viagem de férias

2019-02-22T20:30:51+00:00

O final de ano está aí! E como de costume aqui no Brasil, muitas pessoas aproveitam os feriados para viajar e curtir com os amigos, a família ou o companheiro. Você decidiu viajar de última hora? Fique tranquilo que ainda tem como correr atrás e se organizar para que tudo corra na sua perfeita paz.   

Segundo uma pesquisa recente feita pelo site de viagens Booking.com, menos de 20% dos viajantes nacionais programaram suas viagens até novembro. O ano que se passou talvez tenha sido um tanto quanto turbulento para alguns, mas finalmente chegou o momento de fazer aquela pausa e recuperar as energias!

Pensando nisso, vamos ajudar você a fazer com que a sua viagem de última hora seja um verdadeiro sucesso, através de 9 dicas infalíveis para organizar os aspectos mais importantes e garantir que tudo saia como o esperado.

(E se você é daquelas pessoas que preferem deixar para viajar fora da temporada de férias, anote as dicas também pois com toda certeza elas vão ser úteis na sua próxima viagem!)

1 – Defina seu orçamento

 

É interessante que você comece pela definição do orçamento disponível para a realização da viagem, assim você poderá definir o destino e o roteiro baseados naquilo que cabe no seu bolso neste momento.

Caso você faça o caminho inverso, pode acabar perdendo tempo ou até se decepcionando ao perceber que não vai conseguir arcar com as despesas do roteiro que gostaria de fazer. Lembre-se que o objetivo do planejamento da viagem é aproveitar sem culpa, e você não vai querer voltar para casa com dores de cabeça porque gastou o que não podia, não é mesmo?

O ideal é sempre programar a sua viagem de férias com a maior antecedência possível, porque com uma pequena reserva mensal já dá para você juntar um valor interessante para viabilizar uma viagem de final de ano sem grandes preocupações.

Mas calma, se você decidiu agora ainda vai dar tempo para se programar. Analise bem o quanto de dinheiro você pode gastar para que a partir daí você possa organizar a sua viagem sem comprometer seu orçamento e aproveitar cada segundo com a consciência tranquila.

2 – Escolha o destino

Quando você já souber o quanto pode gastar, fica bem mais fácil decidir para onde ir. Além do custo envolvido com a logística toda, pense bem sobre o tipo de viagem que você procura: se o que você quer mesmo é relaxar por uns dias na beira da praia, se prefere aproveitar para fazer aquela viagem romântica a dois, passar um tempo com a família ou então procura bastante agito para curtir com os amigos.

Uma boa dica aqui é pesquisar sobre o destino escolhido em sites de viagens e buscar informações em grupos e blogs. Assim, você pode ver o que as pessoas estão falando a respeito, trocar ideias e pedir informações para ter certeza de que o lugar tem a ver com o que você está procurando – caso você esteja indo pela primeira vez.

Afinal, também não adianta você ir descansar em um local super badalado e muito menos ir em busca de noitadas num retiro espiritual, não é?

3 – Tipo de hospedagem

Definido o destino, o próximo passo é escolher o tipo de hospedagem, de acordo com o objetivo da sua viagem, o seu orçamento e as opções que estão a disposição nas proximidades do local que você escolheu como destino. Algumas modalidades são:

 

  • Resorts: eles são uma opção para quem está mesmo afim de relaxar em um local bacana, sem precisar ficar saindo e circulando pela cidade, por exemplo. Normalmente com opções de alimentação, Spa e entretenimento adulto e infantil, que vão estar em um sistema all inclusive, ou seja, tudo liberado já incluso no valor das diárias de acordo com o que cada resort oferece.

 

  • Hotéis: Já os hotéis geralmente são mais indicados para quem vai “turistar” por aí. É uma opção já mais flexível, mudando conforme a sua estrutura e pacotes oferecidos com opções mais simples até as mais luxuosas. Em sua grande parte, incluem café da manhã.

 

  • Pousadas: oferecem um ambiente mais intimista, com uma estrutura menor em comparação aos hotéis ou resorts, mas não menos aconchegante e charmosa. É uma opção cujo serviço dispõe de recepção e alimentação. Um cantinho mais próximo de um lar em acolhimento, geralmente com uma administração familiar e poucos funcionários.

 

  • Hostels: uma opção para quem busca economia em um ambiente mais informal, acolhedor e que pode ser surpreendente. Se hospedar em um hostel é a certeza de conhecer novas pessoas em ambientes compartilhados. Ideal para quem gosta de viver novas experiências e não quer gastar muito.

 

  • Airbnb: o aplicativo é um serviço online comunitário para as pessoas anunciarem, descobrirem e reservarem acomodações e meios de hospedagem. Tem opções para todos os gostos e bolsos, você pode encontrar um quarto e ser recebido pelo dono da casa, uma cabana romântica na serra, uma casa na praia para dividir com os amigos ou então a família.

 

Questões bem importantes para se levar em conta na hora de definir sua hospedagem são também: o quanto de privacidade e comodidade que você deseja, se busca um local mais central ou perto da praia, por exemplo.

Caso você queira levar crianças é melhor optar por um local que ofereça espaço adequado ou até atividades alternativas para elas, assim como se você quiser levar seu pet junto é necessário se informar sobre locais que sejam pet friendly e irão recebê-lo adequadamente.

4 – Roteiro

Agora que você já sabe onde vai ficar e o quanto pode gastar, chegou a hora de montar o roteiro dos passeios e atividades! Pode ser que você tenha várias ideias em mente, mas garantimos que é muito mais fácil colocar tudo em prática com um pouquinho de organização antes.

Pesquise sobre os lugares que você deseja conhecer no seu destino de viagem, valores de entradas para atividades culturais como shows, cinema ou peças teatrais. Valores e horários de funcionamento de restaurantes, se é necessário realizar reservas com antecedência, etc.

Também é muito importante além de pesquisar sobre o calendário das atrações que você quer visitar, dar uma conferida nas condições do clima. Se vai à praia, saiba quando é a época de chuva; se faz questão de determinado museu ou parque de diversões, verifique se o local estará funcionando nas datas planejadas.

Atente-se aqui em questões de logística, pois pode ser que alguns lugares sejam bem distantes uns dos outros, o que é muito comum se você estiver planejando ir visitar uma grande cidade.

Então, uma boa dica se você deseja fazer muitas atividades na cidade é dividir os dias de passeio por regiões e mapear os locais que vai conhecer, assim  como os meios e horários de deslocamento para aproveitar ao máximo seus passeios.

5 – Malas

Chegou a hora de organizar a bagagem! O ideal é levar uma opção de roupa para cada dia de viagem e pelo menos duas peças de reserva para o período inteiro.

Para viagens mais longas é interessante fazer também uma mala de mão com alguns remédios, uma troca de roupas e um lanchinho leve, como algumas castanhas ou barrinhas de cereal.

Além disso, não se esqueça de etiquetar adequadamente toda sua bagagem com seu nome e telefone para contato, outra dica aqui é utilizar fitas e adesivos coloridos para identificá-la facilmente na esteira do avião ou na saída do ônibus.

Fique sempre bastante atento a seus pertences, principalmente se você está indo a um lugar que ainda não conhece, pois pode se distrair facilmente com tanta novidade e perder algo importante, ou ainda pior: ser roubado.

6 – Documentos

Faça um checklist com toda a documentação que vai precisar:

Aproveite e faça cópia autenticada de todos eles (até do cartão de crédito). Dessa forma, caso chegue a perder um documento, é mais fácil para a polícia local encontrá-lo. E caso não consiga localizar, elas podem facilitar a sua volta para casa, apresentando-as juntamente com o b.o. no aeroporto, por exemplo.

7 – Fique atento aos horários

Outro ponto muito importante é ficar de olho nos horários das passagens de avião ou de ônibus, se você for usar esses serviços.

Ainda, se vai fazer viagens dentro do seu destino ou precisa pegar vários aviões, trens ou ônibus diferentes para chegar, anote todos os horários em um papel ou no seu celular (nesse caso, lembre-se de carregá-lo antes de sair), indicando também quanto tempo você tem entre cada escala.

Saia sempre com antecedência para evitar atrasos e problemas como o trânsito das grandes cidades. Uma boa ideia para chegar cedo é se planejar com o objetivo de estar nos terminais de embarque pelo menos 1 hora antes do necessário. Assim, caso aconteça qualquer imprevisto no caminho, você ganha tempo.

8 – Controle os gastos

Cuidado com os gastos extras! Uma boa dica é andar sempre com o dinheiro necessário previsto para fazer os passeios, com alguma sobra em caso de emergências. Procure acompanhar o extrato da conta para verificar se está mantendo o orçamento estipulado e evite surpresas.

9 – Contrate um seguro viagem

Seguindo estes passos acima, sua viagem já vai ter quase tudo para dar certo! Agora, mesmo com planejamento, infelizmente ninguém está livre de sofrer as consequências de algum imprevisto ao longo da viagem. É claro que não queremos que você pense que isso vá acontecer com você, mas é sempre bom estar prevenido.

E é por isso que existe o seguro viagem, ele garante que você não vá ter nenhum tipo de dor de cabeça ao longo das suas férias, prestando todo o auxílio necessário, de acordo com o plano que você contratar.

A cobertura para perda de bagagens e agendamento de passagens, assistência médica e odontológica estão presentes no seguro viagem, que pode trazer ainda vantagens como: descontos para deixar seus pets muito bem cuidados em hotéis enquanto você viaja e ainda o serviço de concierge – para reservas de hotéis, compra de ingressos, restaurantes e muito mais!

Portanto, evite que algum transtorno ao longo da viagem acabe de vez com as suas férias e viaje com a segurança, o conforto e a tranquilidade que você merece.

Entre em contato agora com UNE Corretora de Seguros e vá viajar tranquilo.